(1)

Lucas 7:36-48 - Convidou-o um dos fariseus para que fosse jantar com ele. Jesus, entrando na casa do fariseu, tomou lugar à mesa.37 E eis que uma mulher da cidade, pecadora, sabendo que ele estava à mesa na casa do fariseu, levou um vaso de alabastro com ungüento;38 e, estando por detrás, aos seus pés, chorando, regava-os com suas lágrimas e os enxugava com os próprios cabelos; e beijava-lhe os pés e os ungia com o ungüento.39 Ao ver isto, o fariseu que o convidara disse consigo mesmo: Se este fora profeta, bem saberia quem e qual é a mulher que lhe tocou, porque é pecadora.40 Dirigiu-se Jesus ao fariseu e lhe disse: Simão, uma coisa tenho a dizer-te. Ele respondeu: Dize-a, Mestre.41 Certo credor tinha dois devedores: um lhe devia quinhentos denários, e o outro, cinqüenta.42 Não tendo nenhum dos dois com que pagar, perdoou-lhes a ambos. Qual deles, portanto, o amará mais?43 Respondeu-lhe Simão: Suponho que aquele a quem mais perdoou. Replicou-lhe: Julgaste bem.44 E, voltando-se para a mulher, disse a Simão: Vês esta mulher? Entrei em tua casa, e não me deste água para os pés; esta, porém, regou os meus pés com lágrimas e os enxugou com os seus cabelos.45 Não me deste ósculo; ela, entretanto, desde que entrei não cessa de me beijar os pés.46 Não me ungiste a cabeça com óleo, mas esta, com bálsamo, ungiu os meus pés.47 Por isso, te digo: perdoados lhe são os seus muitos pecados, porque ela muito amou; mas aquele a quem pouco se perdoa, pouco ama.48 Então, disse à mulher: Perdoados são os teus pecados.
O texto conta a história de uma mulher a qual Jesus falou que por onde esse Evangelho fosse pregado ela deveria ser mencionada. Na situação descrita em Lucas, os discípulos estavam presentes, inclusive Lázaro, o qual Jesus ressuscitara de dentre os mortos. Os discípulos não estavam tão entusiasmados com a presença de Jesus. Eles estavam acostumados com Jesus, ou talvez estivessem tão envolvidos com a obra do Senhor que se esqueceram do Senhor da obra. Na sua opinião, que atitudes devemos ter diante da presença no nosso Senhor?

(2)

Lucas 7:44 -E, voltando-se para a mulher, disse a Simão: Vês tu esta mulher? Entrei em tua casa, e não me deste água para os pés; mas esta regou-me os pés com lágrimas, e os enxugou com os cabelos de sua cabeça. Simão nem sequer ofereceu a Jesus água para lavar seus pés. Podemos imaginar que aquela sala estava repleta de Cristãos que estavam satisfeitos e bem relaxados. Porém, em meio a tudo isso, uma mulher apareceu e sua atitude constrangeu a todos que estavam naquele lugar. Essa mulher veio com o propósito de entregar tudo ao Senhor. Ela ofereceu algo muito precioso, tanto que causou uma grande inquietação nas pessoas, a ponto de murmurarem contra ela. Na sua opinião, por que as pessoas que estavam naquela sala criticaram tanto a atitude daquela mulher?

(3)

O que temos para oferecer ao nosso Rei hoje? Precisamos aprender a trazer nossa oferta de louvor e adoração e entrega-la ao Senhor, independente de como os outros vão pensar ou agir. Precisamos ser adoradores extravagantes. Essa mulher é um retrato de um verdadeiro adorador, de como o louvor e a adoração devem ser oferecidos. Nossa adoração não pode estar condicionada a situações que passamos. Aquilo que cantamos precisa ser uma verdade dentro de nós. Na sua opinião, como podemos atrair a presença de Deus para nossas vidas?

(4)

A mulher deixou cair os cabelos. A Bíblia fala que o cabelo é a glória da mulher. Então, podemos dizer que essa mulher colocou sua glória aos pés de Jesus. Precisamos depositar tudo o que somos aos pés de Jesus. Não podemos glorificar a nós mesmos, mas glorificar aquele que merece toda a glória. Qual foi a última vez que você deixou fluir lágrimas dos seus olhos adorando a Deus? Nossa postura diante do Senhor precisa ser de fome e desespero pela Sua presença. Na sua opinião, que atitudes devemos tomar para não nos acostumarmos com a presença de Deus?

(5)

Seu louvor e adoração são um bálsamo precioso para o Senhor. A mulher trouxe um óleo muito precioso e de alto valor dentro de um vaso de alabastro. A Bíblia fala que ela derramou todo o perfume em Jesus, não retendo absolutamente nada. A partir daquele momento, ela não tinha mais o controle sobre o perfume, pois depois de derramado não se tem como controlar o conteúdo. Muitas vezes, quando estamos na presença de Deus, abrirmos o vaso e deixamos sair apenas um pouquinho de perfume. Na presença de Deus, precisamos perder o controle e entregar tudo diante Dele.

(Conclusão)

A Bíblia fala que a casa se encheu do doce aroma do perfume derramado. Ser um adorador significa parar de tentar segurar e deixar o perfume fluir livremente. A mulher não esperou ser curada de todas as suas imperfeições. Ela veio até Jesus como estava e, simplesmente, entregou tudo sem se importar com as outras pessoas. Assim, devemos decidir nos derramar diante de Deus e deixar a nossa adoração fluir.

(Palavra da oferta)

Não foi qualquer coisa que aquela mulher derramou aos pés de Jesus. Foi algo de muito valor. Precisamos perder o controle daquilo que entregamos ao Senhor, e deixar Ele tomar o controle de tudo. Não precisamos controlar nossos dízimos e ofertas, pois o Senhor é o nosso sustento e supre todas as nossas necessidades.