(1)

1) A consciência da nova criatura. A Bíblia fala que, se estamos em Cristo, somos nova criatura. As coisas antigas já passaram e tudo se fez novo. Você tem vivido coisas novas? As coisas velhas realmente passaram para você? Se somos novas criaturas, devemos ter a consciência de algumas coisas. Isaías 53:1-12(Abrir e ler). Jesus levou sobre si as nossas enfermidades e dores. Não podemos desprezar a importância dos médicos, porém precisamos crer que o Senhor tem uma saúde do céu para nós. Muitos de nós, quando entregamos nossa vida a Jesus, acreditamos no poder da salvação apenas depois da morte. No entanto, além de Deus livrar a nossa alma do inferno e nos colocar em um lugar de paz, Ele quer nos abençoar muito nessa terra. Jesus pagou um alto preço para termos uma vida completa. Porém, nós só desfrutaremos disso se acreditarmos e tomarmos posse de cada promessa conquistada na cruz por amor a nós.
Se somos nova criatura em Cristo e sabemos das grandes promessas de Deus para nós, que atitudes devemos ter diante das situações difíceis?

(2)

Isaías 53:5 “Mas ele foi traspassado pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.” Muitas vezes, quando cometemos algum pecado, passamos alguns dias com um fardo de culpa e tristeza sobre nós, achando que devemos pagar, de alguma forma, o preço pelos nossos pecados. A grande verdade é que o preço já foi pago e não precisamos levar o jugo do pecado. O castigo pelo qual deveríamos ser castigados estava sobre Jesus. Assim, quando nos arrependemos e abandonamos o pecado, não somos castigados, mas desfrutamos do perdão e da paz que Cristo nos oferece. Na sua opinião, por que o pecado não tem mais domínio sobre aquele que é uma nova criatura?

(3)

Romanos 8:1-4 (Abrir e Ler). A lei foi plantada dentro de nós pelo Espírito de Deus. Ele nos mostra o que podemos ou não fazer. A consciência da nova criatura é que não preciso ser castigado pelos meus pecados, pois Deus já condenou o pecado na carne de Jesus. Devemos desfrutar de uma saúde plena, de prosperidade, de alegria e da certeza que tudo coopera para o bem daqueles que amam a Deus, independentemente da situação difícil que se esteja passando. Se nenhuma condenação há para aqueles que estão em Cristo, qual deve ser a nossa atitude diante das acusações do diabo sobre nós?

(4)

2) A consciência do discípulo. João 13:14-15 “Ora, se eu, sendo o Senhor e o Mestre, vos lavei os pés, também vós deveis lavar os pés uns dos outros. Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também. ” Jesus nos deixou o exemplo. Ele se fez servo, se humilhou, se entregou e sofreu por nós. Se essas são as atitudes do seu mestre, quais devem ser as suas atitudes? I Coríntios 11:1 “Sede meus imitadores, como também eu sou de Cristo. ” Devemos buscar ter uma vida, na qual possamos falar como Paulo falou. As pessoas precisam olhar para nós e saber que podem nos imitar, pois imitamos a Cristo. Reflita um pouco: Como Jesus agiria se estivesse no seu lugar? No seu trabalho ou na sua casa?

(5)

Mateus 5: 38-48 (Abrir e Ler). A consciência de um discípulo é aquela que sabemos que estamos nesse mundo para servir fielmente a Jesus. Sabendo que aquilo que fizemos de errado no passado não pode fazer parte da nossa vida hoje. Devemos ter a prática de sondar o nosso coração, confessando nossas falhas todos os dias. O que eu tenho feito diferente daquilo que Teus mandamentos ensinam? Eu adulterei? Estou deixando de honrar meus pais? Se confessamos nossos pecados, recebemos perdão e graça para não cometê-los novamente.

(6)

Falando um pouco da consciência do discípulo na igreja local, por exemplo, podíamos estar nos reunindo em um lugar mais bonito e “chique”, além de ter muitos funcionários contratados para nos servir. Porém, decidimos abrir mão dessas coisas para ajudar no sustento de missionários e orfanatos ao redor do mundo. Precisamos ter a consciência de que, muitas vezes, vamos deixar nosso conforto de lado para que outros tenham suas necessidades supridas. Na sua opinião, de que formas podemos servir melhor uns aos outros?

(Conclusão)

Devemos ter a consciência da nova criatura. Cristo pagou um alto preço na cruz para que vivêssemos suas promessas. Jesus já sofreu o castigo por nós, para que tivéssemos a paz. Podemos desfrutar de saúde, do perdão, da prosperidade e de todas as bênçãos do Senhor, por conta daquilo que Jesus já fez por nós. Ele nos tirou da escravidão e nos fez livres. Servir Jesus é ter um coração de servo, um coração amável, assim sempre abriremos mão de coisas para que outros usufruam de algo melhor.

(Palavra da oferta)

Com a consciência que temos aprendido hoje, sabemos que o Senhor suprirá as nossas necessidades em tudo. Então, podemos ser fieis nos dízimos e ofertas, sabendo que Ele não nos deixará faltar nada. Tudo pertence a Ele. Ele é digno de receber o melhor de nós.